sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Homenagem a Larissa

O ano de 2011 está acabando. Foi um ano de muitas mudanças de atitude e pensamento na minha vida, na maneira como enxergo as coisas e os acontecimentos e de reflexões (realmente e não é clichê de fim de ano!). Aqui vai uma homenagem a uma pessoa muito querida que perdi durante esta caminhada. Que Deus esteja contigo!


"E então veio a alvorada. A aurora despontou com todas as suas cores. O sol surgiu para iluminar as mentes e aquecer os corações de todos que fossem capazes de enxergá-lo. Iluminar através de sua lucidez, sensatez, retidão e equilíbrio. Mas não havia em si apenas racionalidade. Pelo contrário: Larissa era emoção, era o pulsar intenso e constante do coração, espalhando calor, alegria e, acima de tudo, amor aos que permitissem sentirem-se tocados por ele.

Temos a impressão de ter sido uma passagem curta. E de fato foi. Mas isso se deve à sua notável capacidade de fazer sentirmo-nos bem quando diante de si, capacidade de provocar nossos sentimentos e emoções ao mesmo tempo em que os sentia e compartilhava-os junto conosco. Larissa nos acostumou mal, no bom sentido.

Porém não sejamos egoístas. O sol também pode(e deve) brilhar para outras almas, levar-lhes conforto, ajuda, cura. A sua luz agora se estende pela infinidade do Universo. Não nos abandonou, obviamente. Ainda podemos senti-la; para isso, basta usar a força do pensamento, esse instrumento que todos os espíritos possuem para se expressar, que nos foi legado, em toda Sua bondade, pelo Criador. Quando necessitarmos e clamarmos, prontamente nos atenderá.

A dor e a angústia podem ainda permanecer por muito tempo devido à nossa incapacidade de compreender os desígnios de Deus, no entanto o dia chegará em que nos reencontraremos e desfrutaremos de toda a felicidade, alegria e amor, mas desta vez sem o temor e o risco de separações ou viagens inesperadas.

Larissa estará sempre em nossos pensamentos, corações e orações, pois possuía, como poucos, o dom de cativar os sentimentos mais nobres até nas almas mais indóceis.

Queremos, neste momento, agradecê-la por nos ter permitido viver tantos momentos memoráveis e agradecer a Deus por ter concedido esta dádiva a criaturas ainda tão imperfeitas. Fica a certeza de que teremos toda uma eternidade para estar contigo, Larissa, e isto acalenta nossos corações.

Um ‘até breve’ cheio de saudade..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário